PHDA – Perturbação de Hiperactividade e Défice de Atenção

 “A PHDA é uma perturbação neuro-comportamental, que representa uma desadaptação na vida quotidiana do indivíduo a nível pessoal, social/ escolar e familiar.”
(The Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders, Fourth Edition (DSM-IV), 1994)
Principais características
Esta perturbação caracteriza-se pelo défice de atenção, pela impulsividade, excesso de actividade motora e vocalizações frequentes.
Como actuar na sala de aula
- Podemos direccionar a aprendizagem dos discentes que apresentam esta perturbação para tarefas práticas, pois eles aprendem fazendo. Aprendem por tentativa e erro.
- É importante dar-lhes pistas orientadoras.
- Vale a pena investir em material didáctico lúdico. Eles aprendem melhor com tarefas curtas, estimulantes e desafiadoras, pois aborrecem-se com facilidade. É-lhes muito importante o reforço positivo, mas não em excesso. Deve-se evitar castigos injustificados.
- É importante estabelecer uma boa relação com manifestações de carinho, mostrando-lhes que estamos do seu lado e que queremos ajudar.
- Devemos dar-lhes tempo extra. Também podemos deixá-los ter um relógio em cima da carteira para poderem controlar o seu tempo.
- As regras devem ser rígidas, mas a nossa atitude deve ser calma e positiva.
- É importante evitar que a criança tenha muitos objectos na sua carteira e ela também se deve sentar à frente, de costas para os colegas, para não se distrair. Deve ficar longe da janela e de outras fontes de distracção.
- É bom usar uma linguagem clara e manter contacto ocular com manifestações de incentivo.
- Devemos certificar-nos de que a criança compreendeu as instruções pedindo-lhe que repita o que ouviu.
- A rotina é-lhes muito importante. Há que evitar fazer muitas mudanças.
- Como vão perdendo a concentração ao longo do dia, será melhor fazer de manhã as actividades que exigem maior concentração.
- Algumas tarefas ajudam a desenvolver a concentração como exercícios para completar frases, procura de sinónimos, labirintos e puzzles.
- Como a organização é extremamente importante, devemos ensiná-los a tomar notas; a procurar informação, a recolhê-la, a organizá-la e a fazer resumos. Também é bom dividir as tarefas em pequenas etapas e sugerir que façam uma de cada vez. Devem ser bem definidas e ter uma curta duração. Podemos também sugerir que verifiquem o seu trabalho depois de pronto e fazer disso um hábito.


Veja um vídeo sobre PHDA
Sites que recomendo:

2 comentários:

Anónimo disse...

Olá! Deixo aqui dois links que podem ajudar pais e professores:
http://www.wisechoiceeducationalservices.com/index.html
http://www.ted.com/talks/lang/chi_hant/aditi_shankardass_a_second_opinion_on_learning_disorders.html
A neuroterapia já existe em Portugal! E tem taxas de sucesso perto dos 100% :D
Cuidado com os açucares :( só o leite escolar são 36g :( Substitutos bons para o cérebro: Agave, maltilol e xilitol :D

Beijokas

Práticas Pedagógicas disse...

Obrigada!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste dispositivo