Contrariar frustrações

“Quando os sonhos comandam a nossa vida, os surdos podem ouvir melodias, os cegos podem ver as cores, os derrotados podem encontrar energia para continuar. Quando não havia chão onde pudesse caminhar, Beethoven caminhou dentro de si mesmo, não desistiu da vida; pelo contrário, exaltou-a. Os sonhos venceram. O mundo ficou a ganhar.”*
Queridos alunos e alunas de todo o mundo,
Algum/a de vocês já ficou muito triste por não obter a classificação desejada numa prova, ou por a vossa média não corresponder às vossas expectativas? Algum/a de vocês está desanimado/a com a escola, sem vontade de continuar a trabalhar e a aprender por não encontrar nisso algum sentido, por achar que não é capaz de fazer melhor ou que não vai conseguir entrar para o curso que deseja?
As frustrações visitam a nossa vida muito frequentemente. Se as deixamos tomar conta da nossa existência, ficamos tristes, ansiosos e desprotegidos. Há que virá-las do avesso, dominá-las, controlá-las, ultrapassá-las. Nós é que fazemos as nossas escolhas, temos uma capacidade, para muitos desconhecida, de alcançarmos a serenidade e a satisfação na nossa vida. Aprender a lidar com as nossas frustrações faz-nos amadurecer.
Estava há pouco a ler um livro em que uma professora tentava animar uma aluna que estava muito triste com uma nota que tinha tido a matemática. A professora contou-lhe então a história de Beethoven. Beethoven era um verdadeiro génio da música. O que precisava para ser feliz era uma audição apuradíssima, compor e tocar o seu piano. No entanto, estava-lhe reservada a pior das frustrações. Beethoven começou a perder progressivamente a sua audição. Ficou extremamente deprimido, sem vontade de viver. Contudo, apercebeu-se que se encostasse o ouvido ao solo ou a abjectos, conseguia ouvir as vibrações das notas. Foi difícil no início, pois era difícil distinguir as notas nessas vibrações. Valeu-lhe também a memória que guardava dos sons. E ele conseguiu. Compôs músicas extraordinárias, como a famosa Sinfonia n.º 9 em Ré Menor, mesmo estando praticamente surdo. Ele tomou as rédeas do seu destino nas suas mãos.
Com esforço, com ânimo e com inteligência, vocês conseguem alcançar o sucesso. Superar uma frustração é em si um grande sucesso. Quer tenham de procurar outro método de ensino/aprendisagem, outro método de estudo, pesquisar noutros lugares ou pedir ajuda, há muito que podem fazer pelo vosso sucesso escolar e pelo vosso sucesso pessoal.
Força!
Bibliografia:
* CURY, Augusto, Filhos Brilhantes, Alunos Fascinantes, Lisboa, Editora Pergaminho SA, 2008

1 comentário:

Anónimo disse...

De todos os artigos que li até agora este despertou-me uma atenção especial. A atitude de não desistir e prosseguir com os nossos sonhos é fantástica e admiro quem é capaz de tal. Na minha vida tenho tendência a não desistir de nada, a trabalhar muito pelos meus objectivos e se todos fossemos assim penso que o mundo seria um lugar melhor em muitos sentidos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste dispositivo